O que fazer e não fazer ao elaborar um CV

O que fazer e não fazer ao elaborar um CV

Um excelente CV ainda é um dos maiores fatores para conseguir um bom trabalho. Afinal de contas, apresenta aos recrutadores e potenciais empregadores uma visão clara e rápida das suas capacidades, experiência e formação relevantes para que decidam convidá-lo para uma entrevista ou não. E se bem-sucedido, ajuda a balancear a primeira de muitas decisões ao procurar trabalho. 

No entanto, não importa quão boas são as suas referências, se não tiver um bom CV para as acompanhar, provavelmente a sua candidatura será rejeitada ao candidatar-se a uma nova função. Considere isto: de acordo com um estudo do The Ladders, os recrutadores passam apenas seis segundos a ver um CV. Isso significa que tem apenas uma pequena janela de oportunidade para causar uma boa impressão! Por outras palavras, necessita de um CV que se destaque em todos os sentidos. Os seguintes "O que Fazer e Não Fazer" ajudá-lo-ão a preparar um CV que demonstra quais os fatores a dar importância. 

·          Restrinja o seu CV. Os recrutadores vão procurar no seu CV informação relevante, assim sendo, apresente os seus dados de forma simplificada, em vez de utilizar parágrafos longos. Utilize palavras-chave relevantes para a profissão e experiência completa. Por exemplo, se for gestor de projeto, use palavras-chave como “gestão de projetos,” “supervisão,” e “liderança.” 

·         O seu CV não deve exceder duas páginas. Poucos recrutadores têm tempo para ver CVs muito longos. Assim sendo, mesmo que tenha mais experiência do que a que cabe em duas páginas, deve utilizar a informação mais relevante. Remova palavras e considere omitir um ou dois dos seus trabalhos mais recentes ou condense as descrições das suas responsabilidades em cada uma das posições. 

·         Não se afaste muito do formato convencional de CV. Quase todas as candidaturas atualmente passam por sistemas de registo e avaliação de candidaturas. Isso significa que o seu CV será primeiramente verificado por um computador antes de ser visto por uma pessoa. Os sistemas de controlo de candidatos são projetados para determinar certos dados, incluindo dados pessoais, objetivo de carreira, capacidades, experiência e formação, assim sendo, certifique-se que enumera claramente todos estes pontos. Informação adicional como Associações Profissionais, Prémios e Publicações é opcional. Inclua-as unicamente se sentir que ajudará na candidatura. 

·         Forneça uma visão concisa do seu objetivo de carreira. No artigo do USA Today 5 regras básicas para um bom CV,” Patrick O' Brien recomenda descrever o que quer realizar profissionalmente de forma a ilustrar o que pode fazer pelo empregador. Por exemplo, se for um gestor que pretende ganhar experiência internacional, poderia indicar algo como: “gestor altamente capaz com capacidades de liderança excecionais e uma compreensão global do sector.” 

·         Não inclua demasiada informação pessoal. No artigo da CBS “Como redigir um CV": regras básicas”, Suzanne Lucas alerta para o perigo de incluir informação tal como religião, data de nascimento, estado civil, passatempos ou ligações a páginas de redes sociais. 

·         Liste resultados quantificáveis.  Potenciais empregadores querem ver realizações profissionais no seu CV e a maneira mais simples de as comunicar é usando números, sempre que possível. Por exemplo, em vez de dizer que geriu uma equipa e um orçamento, poderia indicar mais precisamente que geriu uma equipa de 25 empregados e um orçamento de $50.000. 

·         Liste a sua experiência em ordem cronológica inversa, começando pelo seu último emprego.  Liste primeiro o último trabalho e vá andando para trás. Se não tiver espaço suficiente para listar todos os trabalhos que realizou, liste apenas os últimos 10 anos e prepare-se para falar sobre trabalhos mais antigos numa entrevista pessoal. 

·         Não exagere nas funções, responsabilidades ou resultados obtidos.  Mencione toda a informação de forma correta, sem exageros ou artifícios. Lembre-se: a maioria dos empregadores verificam referências e vão perguntar sobre o seu desempenho em trabalhos anteriores. 

·         Certifique-se que tem versões eletrónicas e em papel do seu CV. É uma boa ideia ter o seu CV em vários formatos diferentes, incluindo PDF imprimível, PDF interativo, Word e em texto, no caso de necessitar de inserir mais informação. 

·         Não se esqueça de atualizar regularmente o seu CV. Mesmo que não esteja à procura de trabalho de forma ativa, nunca se sabe quando alguém pode pedir o seu CV, assim sendo, certifique-se que o mantém atualizado. Dessa forma, quando ouvir falar de um trabalho interessante num evento de networking, estará pronto para se candidatar imediatamente. 

Redigir um CV eficaz leva tempo e necessita de preparação. Mas com estas regras básicas em mente, aumentará as possibilidades de se destacar de outros candidatos, conseguindo obter uma entrevista para um novo trabalho.