Voltar ao Blog
Blog Img

O futuro do trabalho é híbrido, como preparar-se?

​Praticamente todas as projeções antecipam que o padrão de trabalho predominante nesta nova normalidade será híbrido.


O regresso ao trabalho presencial já não será fácil, mas um regresso seguro nas melhores condições de saúde emocional é possível através desta forma híbrida de trabalho que, sem negligenciar as medidas de prevenção exigidas pela COVID-19, garante também os processos de socialização e de ligação em rede que as empresas exigem.

Uma vez que as restrições pandémicas diminuem, os líderes devem tomar decisões sobre a forma de alcançar uma estratégia de trabalho ótima. Ao contrário da mudança forçada como resultado da COVID-19, que começou abruptamente no primeiro trimestre de 2020, esta nova transição para o trabalho híbrido poderia ser estratégica e melhor planeada.

Benefícios do trabalho híbrido

  • Atrair e reter talento. Para a geração millennial e geração Z, que constituem uma grande parte da força de trabalho, o seu emprego é uma atividade, não um lugar para ir todos os dias. Assim, estima-se que 70% dos trabalhadores procuram opções de trabalho à distância e 66% dos decisores estão a considerar redesenhar os seus espaços para regressar ao trabalho através da implementação de esquemas híbridos.

  • Gestão eficaz do tempo no escritório. Este esquema permite às equipas que nasceram 100% remotas alcançar a interação entre os seus membros através do contacto humano. Neste sentido, é importante salientar que para a geração Z, que está apenas a começar a desenvolver-se no ambiente empresarial, a abertura destes espaços de coexistência (mesmo que seja apenas uma reunião cara a cara por mês) é crucial para o desenvolvimento de competências interpessoais de coworking e networking.

  • Um regresso saudável à convivialidade no local de trabalho. Antes da pandemia, os edifícios de escritórios em plano aberto já eram uma tendência crescente no mundo empresarial. Atualmente, este modelo de coexistência continua a fazer parte dos locais de trabalho devido a vantagens como a possibilidade de manter a distância social, mas também de fomentar a colaboração, a criatividade e a comunicação sem interferências.

  • Oportunidades de aprendizagem à distância. Com o surgimento de ferramentas de colaboração baseadas na nuvem e de videoconferência, uma das principais preocupações das empresas tem sido fornecer às suas equipas uma formação rápida e eficaz para se adaptarem à nova normalidade do trabalho, o que levou também a uma maior oferta de oportunidades de aprendizagem contínua à distância.

As decisões-chave que as empresas terão de enfrentar enquadram-se em duas categorias principais: políticas de empresas e métodos de gestão. De seguida, damos uma vista de olhos às principais tendências emergentes em cada uma destas categorias.

Políticas da empresa

A implementação adequada de um esquema de trabalho à distância pode exigir a atualização das políticas da empresa para que a sua equipa se possa adaptar. As empresas terão de responder às seguintes perguntas:

Qual é a mistura certa de híbridos a trabalhar para a sua organização?

Os cenários possíveis incluem um ambiente predominantemente remoto (com colaboradores no escritório a tempo parcial, geralmente dois ou três dias por semana) ou um ambiente predominantemente presencial. Para determinar a política ótima para a sua empresa, como líder deve ter em conta as seguintes considerações estratégicas:

  • Natureza do trabalho. As tarefas independentes, que não dependem muito da colaboração ou coordenação com outros, são ideais para este esquema de trabalho. O trabalho altamente colaborativo também pode ter êxito sob um esquema híbrido, mas é necessário mais esforço para o gerir.

  • Nível de experiência da força de trabalho. Os colaboradores novos ou recentemente promovidos requerem frequentemente um período inicial de trabalho presencial, tanto para estabelecer relações como para ganhar o conhecimento implícito que pode ser mais facilmente absorvido num ambiente de escritório.

  • Preferências dos empregados. Considerar as necessidades particulares de cada colaborador, tendo em conta as diferenças de personalidade e preferências pelo trabalho à distância. Embora alguns colaboradores possam estar inclinados para um determinado esquema de trabalho neste momento, é aconselhável manter uma comunicação constante para assegurar que a sua decisão não tenha mudado à medida que os padrões e rotinas de trabalho se normalizam.

Como pode ser mantida uma forte cultura empresarial?

A cultura da empresa pode precisar de ser reforçada ou refinada à medida que o trabalho evolui para um modelo híbrido. Contudo, a divulgação de informação sobre as normas, valores e pressupostos importantes para a organização torna-se mais difícil nesta forma de trabalhar.

As recomendações para manter a cultura num ambiente virtual e presencial incluem convivências especiais e refeições para criar experiências partilhadas, inquéritos para verificar se os empregados estão a receber valores partilhados, e comunicação atempada sobre programas e iniciativas importantes para a organização.

Que tipo de formação será necessária?

As empresas estão cada vez mais conscientes de que a formação nos aspetos sociais e relacionais do trabalho híbrido é tão importante como a formação em tecnologia e política empresarial.

Recomenda-se que as empresas forneçam formação sobre competências relacionais conhecidas para melhorar o trabalho híbrido, incluindo: estabelecer normas de trabalho, construir confiança, padrões de comunicação virtual eficazes, e incorporar elementos sociais nas relações de trabalho virtuais.

Métodos de gestão

Para além das políticas das empresas, as empresas devem considerar a adaptação dos seus métodos de gestão num ambiente de trabalho híbrido. Eis algumas perguntas que os gestores precisam de responder como parte da transição a longo prazo:

Como pode ajudar a sua equipa a alcançar o equilíbrio trabalho-vida?

Num ambiente de trabalho híbrido, os líderes têm a oportunidade de ajudar os seus empregados a implementar modelos para equilibrar eficazmente o trabalho e a vida pessoal. Por vezes isto implica demonstrar que o objetivo pode não ser encontrar um equilíbrio perfeito, mas sim o ritmo de trabalho-vida que funciona melhor para eles.

Como se pode criar uma sensação de segurança psicológica?

A investigação demonstrou que as equipas de alto desempenho têm uma sensação de segurança psicológica em que os empregados sentem que podem falar, pedir ajuda e oferecer ideias sem serem asfixiados ou se sentirem excluídos. A segurança psicológica é valiosa no ambiente de trabalho híbrido e pode ser melhorada quando se trata de gestores:

  • Fazer perguntas. Contacte os seus colegas de trabalho para ver como se estão a sair.

  • Mostrar vulnerabilidade. Partilha de experiências.

  • Encorajar a participação de todos os membros da equipa. Pergunte "O que acha? Qual é a sua perspetiva sobre isto? O que falta?"

  • Atrever-se a correr riscos. Permita que os seus colaboradores proponham novas ideias, lancem novos processos, etc.

 

Agora é o momento de refletir sobre o quanto aprendeu durante 2020 e usar os seus novos conhecimentos e experiência para criar o seu próprio local de trabalho e um esquema ideal para o futuro.