Voltar ao Blog
Blog Img

Como vencer o medo do fracasso

A insegurança geralmente aparece quando estamos diante de um grande projeto, ao receber uma promoção, antes de uma apresentação em público, entre diversas outras situações que nos fazem sair da zona de conforto. Esse sentimento pode estar relacionado com o medo do fracasso, uma vez que o desconhecido costuma incomodar e preferimos sempre estar no controlo.

Na medida certa, a insegurança pode ser positiva. Isso porque essa sensação estimula o indivíduo a preparar-se e autodesenvolver-se. Contudo, quando ela limita a capacidade de realização, de gerar movimento e de transformação, passa a ser um aspeto que precisa de ser observado com atenção para que não cause prejuízos.

1. Saiba que tentar é o único caminho

Não deixe que o medo de errar impeça-o de lutar por seus objetivos. Nada na vida é garantido, e a única certeza que existe é a de que parados não conseguimos nenhum resultado. Portanto, arrisque e ouse em fazer diferente! Claro, considerando alguns pontos que merecem cuidado.

Ficar inerte e deixar bloquear-se pelo medo pode até parecer uma forma de evitar o sofrimento. Entretanto, quem age assim irá sofrer, mas por outro motivo, pois ficará naquela eterna dúvida que começa com “e se eu tivesse tentado”. Evite levar a vida com base em suposições, escreva a sua história e construa um legado de crescimento e superação.

2. Dê um passo de cada vez

Todas as pessoas têm limitações que devem ser respeitadas e entendidas para, assim, fazer o melhor uso de suas competências e habilidades. Entenda que continuar a seguir em frente é mais importante do que ir mais rápido. Avance sempre ao seu ritmo, dando um passo de cada vez, e sinta-se mais preparado a cada etapa concluída.

Ao descobrir o seu próprio tempo poderá planear as suas ações de forma mais coerente com o que deseja e acredita. Assim, a sua motivação irá ser fortalecida para que siga sempre em frente, sem pensar em desistir a cada obstáculo que surgir.

3. Tenha uma atitude positiva

As coisas nem sempre acontecem conforme o planeado, e é normal que imprevistos e situações inesperadas apareçam durante o percurso. Tenha em mente que errar é humano, e sempre que fracassar em alguma coisa tente entender o motivo para isso ter acontecido e aprenda com os erros. Mantenha uma postura otimista, e lembre-se que sua atitude diante dos acontecimentos é mais importante do que os factos em si.

Acredite, a forma como leva a vida e as suas experiências fazem uma grande diferença em relação à sua postura perante os desafios. Pessoas positivas tendem a ter mais coragem de seguir em frente porque esperam pelo melhor e isso motiva-as a ir em frente sempre.

4. Avalie as suas potencialidades

Todos nós possuímos um potencial infinito, que precisa apenas de ser identificado e despertado. Para isso, invista em autoconhecimento e desfrute do seu poder pessoal de maneira plena e completa, gerando transformações e mudanças. Para o ajudar, procure ajuda de um Coach, um profissional capacitado em ajudá-lo a descobrir o melhor de si!

A partir do momento em que tiver consciência sobre as suas potencialidades, conseguirá usá-las a seu favor. O efeito dessa descoberta pode ser comparado às histórias de super-heróis, pois quando eles descobrem o poder que possuem começam a utilizá-lo em prol do que acreditam.

5. Evite ver a falha como o fim de tudo

Geralmente, as pessoas que têm um medo incontrolável do fracasso sentem-se dessa maneira porque veem uma falha como o fim de tudo. E a verdade é que as coisas não são bem assim, um erro pode significar uma grande aprendizagem e o ponto de viragem para alcançar o sucesso.

Se realmente compreender isso, passará a encarar as situações com muito mais leveza. É como se um grande peso fosse retirado das suas costas, pois continuará na procura do melhor resultado, mas, caso ele não venha, terá serenidade para lidar com as consequências.

6. Lembre-se de tudo o que já conquistou até aqui

O medo caminha lado a lado com a insegurança, então, se a ideia é vencê-lo é preciso fortalecer a autoconfiança. Como a mente tem a tendência de dar mais ênfase para fracassos do que sucessos, devemos forçá-la a lembrar-se das conquistas.

Para isso, pegue numa caneta e papel e anote todos os êxitos mais importantes da sua vida. Assim, perante uma lista que conta um pouco sobre a sua história e o seu potencial, começará a ver-se com outros olhos, passando a acreditar mais em si mesmo.

7. Evite as comparações

Geralmente, pessoas que sentem medo do fracasso comparam-se com terceiros, como uma forma de reforçar os próprios argumentos de que não serão capazes de alcançar um objetivo. Perceba o quanto isso é injusto e dificulta o desenvolvimento. É por isso que se diz que o pior inimigo que alguém pode ter é si mesmo.

Portanto, se deseja alimentar pensamentos positivos e não o contrário, pare de se comparar. Cada pessoa tem a sua história, os seus desafios e conquistas, não faz sentido comparar um e outro, porque isso não trará nada de bom para a sua vida. Prefira utilizar as histórias de terceiros como inspiração para que construa o seu próprio trajeto.

8. Fale sobre o que está a sentir

Quando os pensamentos estão a fervelhar na nossa mente, tudo parece maior e mais impactante. Por isso é tão importante falar sobre o que está a sentir, porque, enquanto fala, precisa de formular melhor as ideias, o que acaba por enfraquecer várias delas.

Pode compartilhar o que está a sentir com uma pessoa da sua confiança ou mesmo com um profissional, se preferir. O importante é colocar tudo isso para fora e evitar que o medo lhe consuma e faça desistir dos seus sonhos.

9. Saiba adaptar-se

A adaptabilidade é uma característica bastante importante no mundo atual, em que as coisas mudam rapidamente. Pessoas que são mais flexíveis e conseguem lidar bem com mudanças vivem com mais leveza.

Claro que perder algo ou alguém que se goste é difícil, contudo, quanto mais flexível for, mais facilmente irá acostumar-se à nova realidade. Acredite, saber adaptar-se é uma forma de se proteger e evitar uma série de sofrimentos.

10. Permita a si mesmo que tente

Às vezes, as coisas podem ser mais simples do que imaginamos, só precisamos de nos esforçar para descomplicá-las e, simplesmente, tentar. Em vez de ficar a pensar e remoer todos os pormenores, a culpar-se, imaginar milhares de possíveis consequências, dê a si mesmo a oportunidade de tentar.

É claro que para certas atitudes existem cuidados para minimizar riscos, mas devemo-nos manter atentos para evitar que essa preocupação se torne excessiva e, consequentemente, paralisante. Descomplique e tente, se falhar, aprenda com a situação e prepare-se para a próxima oportunidade.

Numa escala de 0 a 10, onde se situa na escala o seu medo do fracasso? Independentemente da resposta, colocar as dicas que foram compartilhadas em prática ajudará a tornar-se cada vez mais forte e confiante!