Voltar ao Blog
Blog Img

Como Abraçar a Flexibilidade e a Agilidade durante uma Pandemia Global?

​Analisamos o modo como as organizações científicas podem construir uma estratégia de talento voltada para o futuro.

2020 foi o ano em que o mundo parou. Mas, enquanto milhões de pessoas em todo o mundo enfrentavam o confinamento, restrições e licenças, a indústria Life Sciences não teve tempo para recuperar o fôlego. As organizações científicas em todo o mundo saltaram para a linha da frente no combate à Covid-19, dinamizando rapidamente os seus recursos para a produção de equipamento, investigação de uma vacina e potenciais tratamentos. Esta realidade trouxe consigo uma série de grandes desafios de talento, desde garantir que era possível trabalhar em segurança, até localizar apoios extra à medida que a procura aumentava em algumas áreas-chave. E a pandemia ainda não acabou. Enquanto a comunidade da ciência e da saúde continua a enfrentar um dos maiores desafios na sua história, como podem os líderes garantir que as suas equipas estão prontas para o que virá a seguir?

Acreditamos que a flexibilidade e a agilidade estão no cerne de qualquer estratégia de talento bem-sucedida na área de Life Sciences. Em seguida, analisamos algumas das formas através das quais poderá incorporar a flexibilidade e a agilidade na sua abordagem.

Sustentabilidade vs. Agilidade Sustentada

A capacidade de nos adaptarmos à mudança nunca foi tão importante. Para isso, precisa dar poder à sua equipa e estimulá-la a colaborar, a melhorar as suas competências, a explorar novas ideias e a reagir à mudança de forma rápida e eficaz. Ao demonstrar resiliência e vontade em fazer mudanças positivas em todas as partes da organização, pode ter a certeza que você e a sua equipa estarão mais preparados para o futuro.

Conexão e Colaboração

A inovação e a partilha de informação ajudam as organizações científicas a ganhar novas perspetivas sobre os problemas complexos que atravessam. De uma perspetiva de talento, estar aberto à riqueza de talento que existe e promover pessoas que colecionem uma variedade de experiências de trabalho, podem ajudar a construir novas formas de pensar e trabalhar muito mais flexíveis.

Ser Humano

À medida que dependemos cada vez mais da tecnologia, é fácil esquecermo-nos de que as pessoas são o motor no setor Life Sciences. Através da personalização das experiências de trabalho, da requalificação das equipas e de uma gestão de recursos humanos orientada para ideais, conseguirá criar processos mais sólidos focados nas pessoas que ajudarão a sua organização a reagir rapidamente a novos desafios.

Deseja saber mais sobre flexibilidade e agilidade na gestão de talento? A nossa série de destaques aborda as principais questões atuais relacionadas com o setor da Saúde e Bem-estar.