Voltar ao Blog
Blog Img

Como Liderar Forças de Trabalho Multigeracionais?

Analisamos formas para que as organizações da área científica possam abraçar trabalhadores de todas as idades.

A nossa força de trabalho nas áreas da ciência e investigação inclui atualmente o grupo de faixas etárias mais diversificado de sempre, abrangendo em geral 4, ou até, 5 gerações. Isto oferece aos gestores a possibilidade de receberem pontos de vista diferenciados, de desenvolverem novas ideias, e de compreenderem as diferentes necessidades de clientes e pacientes. No entanto, e embora forças de trabalho multigeracionais tragam enormes benefícios, pode por vezes ser difícil responder às necessidades específicas de um tão vasto grupo de pessoas.

Resumimos abaixo, e brevemente, algumas das melhores formas de apoiar a sua força de trabalho multigeracional.

 

1. Proporcione flexibilidade

Quer esteja a lidar com um millennial que acaba de lidar com as necessidades de pequenas crianças, ou com um baby boomer já numa segunda fase da sua carreira, a flexibilidade é importante para todos. Não existe um estilo de trabalho que sirva igualmente a todos, e ao lidar com grupos de diversas idades, a imposição de formas de trabalho que não se consegue adaptar a determinadas necessidades individuais poderá causar atritos. Abrace e defenda a flexibilidade. Verá que será recompensado com uma força de trabalho mais motivada e mais produtiva.

2. Forme Equipas Diversificadas

A melhor forma de promover e gerir a criatividade assim como a inovação é através da criação de equipas diversificadas, não devendo acrescentar apenas diversidade no que respeita a idades. O género, raça e a diversidade social poderão ajudar a criar uma atmosfera onde a inovação poderá prosperar. Para aqueles que desenvolvem novos produtos e terapias, é essencial ter diversos pontos de vista que reflitam as experiências de pacientes e consumidores.

3. Evite os Estereótipos

Diferentes grupos geracionais poderão partilhar algumas características e prioridades, mas tal não significa que todos sejam iguais. Evite sempre os estereótipos, e não se esqueça de ter em conta as experiências e necessidades individuais na criação de processos que apoiem e capacitem uma força de trabalho verdadeiramente diversificada.

Quer saber mais sobre o talento na área de ciência e investigação? Explore a nossa série de destaques para uma visão mais aprofundada sobre os problemas que moldam a indústria atual.

O nosso destaque sobre a adoção de forças de trabalho multigeracionais é um excelente ponto para começar!